SOLUÇÕES EM REPAROS DE EQUIPAMENTOS MÉDICOS

Ao entrar em qualquer hospital ou centro médico é possível identificar diversos equipamentos utilizados para o monitoramento, diagnósticos e tratamento das funções fisiológicas dos pacientes. Quando qualquer parte destes equipamentos deixa de funcionar, um técnico especializado é o profissional que o corrige, sendo que em termos de assistência técnica equipamentos médicos necessitam de atenção especial e qualificada.

Dentre as empresas e profissionais que oferecem assistência técnica equipamentos médicos tão simples quanto uma cadeira de rodas elétricas, ou tão aprimoradas quanto um scanner CAT, o que depende de sua formação e expertise, podem ser reparados. Neste contexto, por meio do trabalho da assistência técnica equipamentos médicos podem permanecer monitorando de forma adequada os pacientes, oferecendo diagnósticos precisos, etc. Vale destacar que pela assistência técnica equipamentos médicos não apenas são reparados quando apresentam falhas, mas também podem receber manutenção preventiva, a fim de evitar a falta de atendimento a pacientes.

PELO SERVIÇO DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA EQUIPAMENTOS MÉDICOS PODEM MANTER EM BOM ESTADO DE FUNCIONAMENTO

Um técnico de equipamento, além de fazer reparos, também realiza manutenção regular para garantir que o equipamento continue operando corretamente. Neste contexto, que concerne à assistência técnica equipamentos médicos podem passar por: 

Além disso, como ferramentas imprescindíveis ao trabalho da assistência técnica equipamentos médicos podem ser registradas em banco de dados de inventário para recebimento de inspeção, propiciando a manutenção de condições adequadas. Além disso, os profissionais podem emitir relatórios de problemas de segurança, bem como repor peças e auxiliar na identificação e recomendação de substituição de equipamentos que são obsoletos, têm histórico de reparos de forma recorrente ou tiveram problemas de segurança identificados.

Contar com profissionais e tecnologias adequados para a realização dos serviços, nossa empresa fornece assistência técnica para equipamentos e dispositivos médicos, garantindo a qualidade dos serviços prestados e a segurança na operação dos equipamentos.

Buscar o auxílio da assistência técnica em equipamentos médicos é fundamental para evitar danos à saúde dos pacientes e economizar insumos. Quando os equipamentos hospitalares não funcionam da maneira como deveriam, podem comprometer a saúde das pessoas, causando danos graves e traumáticos. Por isso, é importante contar com o trabalho de assistência feito por pessoas especializadas, que levem a sério o serviço prestado.

Como funciona a assistência técnica em equipamentos?

A assistência técnica em equipamentos médicos é um conjunto de serviços de suporte técnico aos clientes para a realização de manutenções preventivas e corretivas em equipamentos e peças, além de também poder fornecer alguns serviços, como calibração, treinamento operacional dos equipamentos e emissão de certificados.

Trata-se de uma prestação de serviço essencial para o setor hospitalar, uma vez que todos os equipamentos médicos precisam de uma manutenção programada, seguindo as orientações à risca e sem “gambiarras” que danifiquem a tecnologia.

Para adquirir esse tipo de serviço, é necessário buscar por empresas que prestam assistência técnica adequada. A falta de mão de obra qualificada e de peças de reposição de qualidade comprometem o funcionamento dos equipamentos e levam a prejuízos com a necessidade de mais serviços de manutenção.

Qual a sua importância de assistência técnica em equipamentos médicos ?

O trabalho da assistência técnica para a manutenção de equipamentos médicos hospitalares é muito importante para os centros de saúde, uma vez que o mau funcionamento dessas tecnologias pode levar as pessoas à morte. Por exemplo, máquinas de anestesia e respiradores precisam de manutenção preventivas com frequência, pois, se não funcionarem corretamente, vão ocasionar o óbito do paciente.

Além disso, utilizar equipamentos com defeitos pode contribuir para a geração de diagnósticos errados, o que leva a sequelas, lesões e, dependendo do tempo, até a morte. Assim, a manutenção preventiva tem como finalidade evitar o danos ao pacientes. Ela garante que defeitos, erros, falhas e até mesmo problemas futuros sejam prevenidos por meio de medidas de correção implementadas antecipadamente.

Quais equipamentos necessitam manutenção?

Todos os equipamentos médicos precisam de manutenção, assim como qualquer tipo de máquina, como celulares, televisões etc. Por exemplo, a calibração periódica é importante para a aferição de todos os valores está correta.

Da mesma forma, os acessórios precisam ser trocados periodicamente, pois não é difícil encontrar equipamentos com acessórios em mau estado, sendo fundamental seguir o que prescreve o manual do fabricante para não ter problemas.

Além disso, é um grave erro pensar que os serviços de manutenções só devem ser feitos depois que os equipamentos apresentarem algum tipo de defeito. Isso torna necessária a manutenção corretiva, isto é, a máquina parou de funcionar e precisa ser encaminhada para a assistência, o que pode prejudicar o atendimento ao paciente.

Como mencionado antes, a manutenção preventiva é essencial para evitar surpresas desagradáveis e ocorrência de futuros defeitos. Assim, o melhor a fazer é programar, com o suporte técnico de confiança, manutenções periódicas para reduzir ao máximo os prejuízos com a interrupção do funcionamento dos equipamentos hospitalares.

Quanto tempo é necessário para fazer uma inspeção nos equipamentos?

O tempo para fazer uma inspeção nos equipamentos médicos pode variar de acordo com o tipo de aparelho, bem como a sua frequência de utilização, já que cada um tem uma rotina diferente. Equipamentos mais simples, por exemplo, podem ser revistos em uma hora, enquanto os mais complexos podem exigir até um dia de manutenção.

Alguns equipamentos, como o desfibrilador por exemplo, precisam de inspeções, “checklist”, com certa frequência, pois eles estão ligados diretamente a sobrevivência do paciente, sendo que o mau funcionamento vai poderá gerar a morte da pessoa. Assim, a falta de assistência pode ocasionar inúmeros prejuízos, como o aparecimento de uma lesão, gastos desnecessários ou até mesmo a morte.

Levar os equipamentos para a inspeção programada é um grande investimento e uma forma de economizar dinheiro. Por exemplo, um aparelho de anestesia que não esteja bem regulado e aferido pode gastar agentes anestésicos sem necessidade, gerando mais custos ao hospital.