DEA Desfibrilador para treinamento

Produto novo

DEA TRAINNER trabalha com o sistema de cenários. Ao ligar o DEA, o usuário poderá escolher dentre 5 cenários diferentes qual irá realizar o treinamento. Os cenários simulam as situações mais comuns que o socorrista presenciará, de forma a prepará-lo para agir de forma rápida e eficiente nos primeiros momentos de emergência.

Mais detalhes

Entrega: 1 semanas

Verificar disponibilidade em Estoque
Verificar disponibilidade em Estoque

Mais informações

DEA TRAINNER trabalha com o sistema de cenários. Ao ligar o DEA, o usuário poderá escolher dentre 5 cenários diferentes qual irá realizar o treinamento. Os cenários simulam as situações mais comuns que o socorrista presenciará, de forma a prepará-lo para agir de forma rápida e eficiente nos primeiros momentos de emergência. O DEA futura irá orientar o socorrista a agir segundo o novo protocolo de atendimento de emergência da American Heart Association (AHA)-Guideline2005

 
Instruções de uso
 
Ligue o equipamento. Navegue pelos cenários pressionando o botão de tratamento brevemente. Confirme sua escolha mantendo o botão de “tratamento” pressionado por 03 segundos aproximadamente. Siga as instruções sonoras e visuais do DEA – Futura. Para trocar de cenário, o DEA – Futura deverá ser desligado e ligado novamente.
 
Descrição dos cenários
 
Cenário 1 : Será simulado um paciente com ritmo cardíaco normal, com 80 bpm. Após ter sido feita a primeira análise pelo DEA –Futura, será indicada a RPC,ressucitação cardio- pulmonar. Após 1 minuto de RPC, será simulada uma reversão do ritmo cardíaco do paciente para fibrilação Ventricular (FV). Após o término do tempo de RPC (2 minutos), o DEA fará nova análise e então indicará o tratamento por choque.A partir daí este ritmo não se alterará mais.
 
Cenário 2 : Será simulado um paciente com ritmo cardíaco inicial de “taquicardia”, com 180. Após ter sido feita a primeira análise pelo DEA – Futura, será indicado o tratamento por choque. Após a realização do tratamento, será simulada uma reversão do ritmo cardíaco do paciente para assistolia, ou seja, ausência de atividade elétrica no coração, e será indicada a RPC.
Após 1 minuto de RPC, será simulada novamente uma reversão do ritmo cardíaco do paciente para um ritmo normal com 80 bpm, e a partir daí não irá se alterar mais.
 
Cenário 3: Será simulado um paciente com ritmo cardíaco de “Fibrilação Ventricular Fina”. Após ter sido feita a primeira análise pelo DEA - Futura, será indicado o tratamento por choque. Após a realização do tratamento, será simulada uma reversão do ritmo cardíaco do paciente para Fibrilação Ventricular, e será indicada RPC. Após 1 minuto de RPC, será simulada novamente uma reversão do ritmo cardíaco do paciente para assistolia, e a partir daí este ritmo não irá se alterar mais. Após o término do tempo de RPC (2 minutos ) o DEA fará nova análise e então indicará o tratamento por RPC.
 
Cenário 4: Será simulado um paciente com ritmo cardíaco inicial de “Fibrilação Ventricular” (FV). Após ter sido feita a primeira análise pelo DEA - Futura, será indicado o tratamento por choque. Após a realização do tratamento, será simulada uma reversão do ritmo cardíaco do paciente para assistolia, ou seja, simulada novamente uma reversão do ritmo cardíaco do paciente para 80 bpm, e a partir daí este ritmo não irá se alterar mais. Após o término do tempo de RPC (2 minutos), o DEA fará nova análise e então continuará a indicar o tratamento por RPC.
 
Cenário 5: Será simulado um paciente com ritmo cardíaco inicial de “assistolia”. Após ter sido feita a primeira análise pelo DEA – Futura, será indicada o tratamento por RPC. Após 1 minuto de RPC, será simulada novamente uma reversão do ritmo cardíaco do paciente para 80 bpm, e a partir daí este ritmo não se irá alterar mais. Após o término do tempo de RPC (2 minutos), o DEA fará nova análise e então continuará a indicar o tratamento por RPC.
Simulador Desligado – ECG Real: