CÓDIGO DE ÉTICA TRAMMIT

Ética é o nome dado ao ramo da filosofia dedicado a assuntos morais, é uma palavra de origem grega (éthos) que significa propriedade do caráter. Ser uma pessoa ética é buscar agir sempre dentro dos padrões convencionais é não prejudicar o próximo e sempre proceder de maneira correta, e cumprir os valores que a sociedade estabelece.

Ética Profissional, ou moral profissional podem ser denominadas também como deontologia que compreende o estudo dos conceitos básicos do direito e do dever. Ter ética profissional significa o indivíduo cumprir com todas as atividades de sua profissão, seguindo os princípios verificados pela sociedade e pelo grupo de trabalho.

O código de ética pode ser entendido como uma semelhança dos métodos de comportamento que se espera que sejam observados no decorrer da profissão. Ele visa o bem estar da sociedade, de forma a garantir a sinceridade dos membros tanto de fora quanto de dentro da instituição.

Os princípios éticos existem naturalmente, por consenso da comunidade, podendo se apresentar também de forma escrita.  Os códigos de ética muitas vezes não consegue revolver todos os problemas que aparecem no decorrer do exercício da profissão, por isso, deve ser complementado com a opinião de órgãos competentes ou por associações profissionais.

Código de ética Empresarial

O principal objetivo do código de ética profissional é ajudar a encorajar o sentido de justiça e decência nos membros do grupo da organização.

Para se ter um código de ética efetivo dentro da empresa é necessário que este comece de cima, ou seja, que os administradores da empresa o sigam, e os preceitos deste devem buscar atingir a todos os membros da empresa, ou do grupo organizado.

Ele pode variar conforme de empresa para empresa, pois cada um tem uma visão dos vários códigos de éticas existentes.  Um exemplo do que pode-se constar dentro de um código de ética é: dividir tudo, ser justo, não magoar as pessoas, limpar suas próprias lixeiras, não pegar o que é seu, levar uma vida balanceada, etc. Porém estes podem ser ainda mais sucintos sendo: seja honesto, seja responsável, seja eficiente, seja digno, seja bom, etc.

O código de ética deve conter normas que abordem no mínimo quatro áreas: competência, sigilo, integridade e objetividade.

Código de ética profissional do contador

O código de ética permite que a profissão de contados declare seu propósito de: cumprir as regras da sociedade, servir com lealdade e diligência, respeitar a si mesma. Seu objetivo é habilitar o contador a adotar uma atitude profissional de acordo com os princípios éticos conhecidos e aceitos pela sociedade. Os princípios aplicáveis a profissão do contador são:

  • Responsabilidade, perante a sociedade, atuar com qualidade adotando critério livre;

  • Lealdade, perante o contratante de seus serviços, guardando sigilo profissional;

  • Responsabilidade para com os deveres da profissão;

  • Preservação da imagem profissional.

O contador deve sempre buscar e manter um comportamento social que seja adequado para a sociedade o contador deve sempre defender os valores éticos aplicáveis a sua profissão, sendo que estes são essenciais para o sucesso da sua profissão. O contador também tem seu código de ética profissional instituído pelo Conselho Federal de Contabilidade descritos pela

Resolução do CFC nº 803/96 de 10 de outubro de 1996.

Definição

Um código de ética é uma junção de princípios que relaciona as principais práticas dos comportamentos permitidos e proibidos no exercício da profissão.

Para que seja implementado a administração ética faz-se necessário a distinção de dois conceitos básicos, sendo eles:

  • Questão ética: que se relaciona com a formulação dos problemas;

  • Dilema ético: que lida com as soluções para os problemas.

As causas mais visíveis nas organizações devidos os problemas com os dilemas éticos, são que existem falta de diretrizes claras e a falta de comunicação.

Para que esses problemas deixem de existir as empresas estão buscam dar treinamentos a seus funcionários, adquirindo instrumentos que conscientização profissional. Os instrumentos maquis comuns são:

  • Elaboração e distribuição de um código de ética para todos os funcionários da empresa;

  • Seminários frequentes sobre ética;

  • Criação da função de ombudsman (pessoas que observam e criticam as falhas) dentro das empresas;

  • Instituição de uma linha direta de comunicação entre a administração e funcionário;

  • Formação de comitê de ética;

  • Inclusão do item “Auditoria Ética” nas rotinas de trabalho de Auditoria Interna;

  • Colaboração dos sindicatos e associações de classes para debates e seminários sobre ética.

 

Papel do contador na sociedade

O contador desempenha função relevante na análise e aperfeiçoamento da ética na profissão contábil, pois sempre está às voltas com dilemas éticos. Um exemplo de dilema ético do profissional contábil é daquele auditor que foi convocado para auditar as contas de um cliente-parente, esse auditor deveria expor o problema aos superiores, em razão de tal procedimento não aceitar vinculação de parent4esco entre profissional e o cliente.

No caso do contador que é solicitado a assinar as demonstrações contábeis com omissões de disclosure, ele não só deve abster-se de assinar referidas demonstrações como também deve propor soluções alternativas que salvaguardem os interesses da empresa, desde que não contrarie os deveres éticos. O importante a enfatizar é que os princípios éticos não são mera figura retórica, são preceitos que a sociedade acolhe com verdadeiros e a eles legitima.

Prescrição normativa de conduta

Entre os deverem dos contadores para com a sociedade figura o alto padrão de conduta ética. Pode-se sugerir que o código de ética no Brasil, contemple os itens abaixo:

  1. Competência;

  2. Sigilo;

  3. Integridade;

  4. Objetividade;

Conclusão

Um código de ética é a relação organizada de procedimentos permitidos e proibidos dentro de um corpo social organizado. O objetivo central de um código de ética profissional é a formação da consciência sobre padrões de conduta em determinada profissão.

O contador desempenha importante papel na análise e no aperfeiçoamento da ética na profissão contábil, pois sempre esta as voltas de dilemas éticos. Esses, para serem resolvidos, requerem do contador os princípios éticos da competência, sigilo, integridade e objetividade.

Alem de zelar pela integridade e sigilo de informações, cabe ao contador, sempre que oportuno, propor soluções alternativas que salvaguardem os interesses da empresa.

A condição básica para se ter um código de ética efetivo é a existência de uma liderança dentro da organização que seja a principal defensora e praticante dos princípios nele contidos.